Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Achamos que o jornalista do Mirante que esteve na última assembleia municipal poderia dedicar um número desse jornal apenas dedicado ao folhetim que se passou nessa assembleia sobre a Aldeia Palafítica do Patacão e sobre o Museu Nacional da Cultura Avieira, e que teve como personagens centrais o dr. João Serrano e o presidente da câmara, dr. Mário Pereira. 


É que das duas uma: ou o dr. João Serrano está completamente doido(!) ou o presidente da câmara de alpiarça é um valente mentiroso.

O dr. João Serrano disse em plena assembleia e há dezenas de testemunhas que ouviram que tem um financiamento do QREN a 85% do INA Alentejo para recuperar a Aldeia do Patacão e que a câmara de Alpiarça apenas teria de gastar cerca de 50.000 euros. Disse ainda que tinha aprovado um projecto do QREN no valor de um milhão de euros para transformar a antiga adega que dá para a rua João Maria da Costa e que está no páteo da câmara municipal, para transformar o velho edifício em Museu Nacional da Cultura Avieira, onde seriam expostos barcos, utensílios de pesca e trajes dos pescadores do Patacão.
Confrontado com esta situação por deputados municipais o presidente da câmara disse que o município de Alpiarça só se poderia candidatar a um projecto por ano do QREN e que para o ano de 2013 o projecto candidato era o arranjo dos exteriores dos paços do concelho e que não se poderia em 2013 candidatar a outros projectos. Desafiou mesmo os deputados a irem com ele ao INA Alentejo para aferir da veracidade das suas palavras. Certo é que nesta altura o dr. João Serrano já não se encontrava na sala para responder aos deputados sobre os seus supostos projectos para a cultura avieira.
Uma coisa é certa, não há muito tempo, lemos uma entrevista do dr. João Serrano em que ele afirmava que seria muito difícil recuperar a Aldeia do Patacão porque os terrenos onde se encontravam as "casas dos pescadores" eram do domínio privado. Dava a entender que a câmara de Alpiarça ou outra entidade teria de tomar posse administrativa dos terrenos para se poder recuperar a Aldeia. Agora passados meses já fala em milhões não só para recuperar o Patacão, como também para recuperar uma antiga adega para museu. Afinal em que ficamos? 
Achamos que o sr. presidente da câmara devia esclarecer devidamente este imbróglio através do boletim municipal ou ao menos em artigo a publicar no Mirante.
Por: L.I.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:31

 Se José Relvas soubesse o que se ia passar a partir de 1974 teria decerto feito outro testamento. Nomeadamente talvez tivesse evitado a ocupação das suas propriedades por elementos do Partido Comunista de Alpiarça que se limitaram a explorar até poder as propriedades em causa em benefício próprio, tendo inclusivamente passado a pagar à Instituição José Relvas, em Alpiarça, cerca de um décimo daquilo que o anterior arrendatário, um malvado e explorador agrário. Mas uma acção não legitima a outra, e o que é certo é que as condicionantes que se criaram a partir de 1974 alteraram o espírito do testamento. Disputa-se o poder entre grupos de interesses e não pessoas que individualmente queiram prosseguir a sua obra. Suponho que o espírito do testamento foi feito precisamente no sentido contrário. Daí a exigência de serem 40 contribuintes e não 5 ou 6. Mas são meras suposições. Dificilmente viremos a saber o que efectivamente pretendia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:56

Não faço demagogia porque não sou politica.

 E se comento é porque amo a minha terra, Alpiarça, e estou preocupada com a vossa gestão que nada está a contribuir para o desenvolvimento da minha terra.
Eu até concordo que se tivessem feitas as obras que como sabe foram negociadas entre a Vanda Nunes (PS) e o Estado. 

Vocês limitaram-se a executar o contrato que já estava assinado. Qualquer um teria feito isso, vocês nem são os pedreiros e pintores. Esses já estavam contratados, como já sabe pela empresa que ganhou o concurso.
Em relação ao salão de chá também nunca percebi a maluqueira da antiga Presidente de Câmara de Alpiarça e vocês fizeram bem em não avançar com essa obra. 
Mas agora agarrarem no dinheiro que se poupou e que era para o Salão de chá e irem arrancar a calçada à portuguesa é que não tem nenhuma lógica.
Para isso façam o salão de chá na mesma e em vez de chá, podem aproveitar o espaço para outras coisas como por exemplo para a sede da Associação Casa Museu dos Patudos ou para uma loja do Museu como deve ser. 
Ou para um pequeno espaço de exposição de arte. 
Ou para uma pocilga até. 
Porque tudo isso é melhor do que DESTRUIR PATRIMÓNIO HISTÓRICO (calçada à antiga portuguesa) e ainda por cima PAGAR POR ESSA DESTRUIÇÃO 
E comecem a andar pelas ruas de Alpiarça a falar com as pessoas e a perceberem o desânimo de toda a gente com a vossa brincadeira aos politicos que é isso que eu lhe chamo. Nenhum de vocês está habilitado para gerir as vossas casas ou empresas quanto mais uma Câmara Municipal.
Hoje ainda penso para mim própria como fui votar em vocês. Devia ter acordado bêbeda nesse dia, só pode ter sido. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:04

Ontem o meu filho perguntou-me para que serve a geminação com Champigny, e aproveito para partilhar a minha conversa com ele para que se perceba a verdadeira dimensão da geminação . . . 



Filho: Pai, para que servem as geminações?

Pai: Filho, é muito importantes nós termos contactos com outras terras, não só porque gostamos de fazer amigos mas também porque gostamos de apreender coisas novas. 

Ao que ele me perguntou: 

Filho: mas não temos amigos suficientes em Alpiarça e também professores que nos ensinam tudo o que precisamos?

Pai: Filho, ninguém nunca pode afirmar que sabe tudo e há sempre pessoas com ideias novas e até novas formas de trabalhar

Um pouco perdido ainda com esta explicação, pergunta-me novamente: 

Filho: E será que eles deixam os meus amigos irem trabalhar nas empresas Francesas para aprender coisas novas? 

E será que essas empresas compram o nosso melão e o nosso vinho?

Pai: Bom filho, antes de abrirem as portas às suas casas e às suas empresas têm de gostar de nós primeiro. Têm de perceber que somos corretos, honestos, trabalhadores, só depois podemos pensar em pedir para os teus amigos irem trabalhar para as empresas deles ou até mesmo comprar os nossos produtos.

- Da mesma forma que tu na escola, antes de conseguires um beijo da menina mais bonita da tua sala, tens de ser simpático com ela, levar-lhe flores, escreveres uns quantos bilhetes e dizeres que gostas dela…. ou arriscaste a levar um estalo!

Filho: Óh pai, lá estás tu outra vez . . .mas isso até eu sei, ou pensas que eu sou palerma? 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:16

O Movimento Alpiarça é a Razão/PS acusa o presidente da Câmara de ser o causador do marasmo que existiu na Comissão de Geminação para o acusar  de “incompetente” porque a Comissão “encerrou” não por ter ido para “balanço” porque afinal o balanço “foi feito” mas sim porque os eleitos do PS cumpriram a sua missão só que nunca tiveram o retorno



Se mais não foi feito foi porque não houve “retorno por parte do presidente” lamenta a movimento para dizer ainda  que os “amigos de Champigny” ficarão  a “chuchar” no dedo porquanto ainda hoje estão à espera de “um convite para a Alpiagra”


A isto chama-se: "marasmo e incompetência” afirma o movimento civico.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:27


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Dezembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D