Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A Câmara de Almeirim vai criar uma “taxa mensal” para financiar a Protecção Civil no valor de 80 cêntimos.


Financiar a Protecção Civil mais não é do que financiar os encargos do Corpo de Bombeiros (Protecção Civil e Bombeiros estão interligados) que por acaso em Almeirim são "Voluntários".
Ao lançar tal valor na “factura de água” ninguém se pode recusar a pagar porque se o fizer o mais que lhe pode acontecer é ficar sem água da rede.
Uma “manhosice” legal onde ninguém pode “fugir” com o inconveniente que todos os contribuintes, quer queiram quer não, passam a ter que sustentar a Associação dos Bombeiros Voluntários de Almeirim que deveria ser sustentada pelas receitas obtidas pelos sócios já que é uma Associação.
A Câmara de Azambuja pensa o mesmo e se a “moda pega” dentro de pouco tempos temos todos na "factura da água" dezenas de cêntimos para ajudar a pagar as despesas dos bombeiros quando os “Municipais” já são sustentados e subsidiados pelas respectivas autarquias e pelo ministério tutelar.
A “manhosice” mais não é do que obter receitas para os desvarios da classe politica que nos governa e onde o cidadão não tem possibilidade alguma de se opôr já que a taxa está incluída na "factura da água" que por acaso vai ser cobrada pela “Águas do Ribatejo”  cujo valor ficará retido por esta empresa.
Se alguma autarquia associada da “Águas do Ribatejo” for devedora (ou caloteira) de algum pagamento ou ainda usar alguma “artimanha” para retardar os pagamentos em divida (já houve uma Câmara da região  que usou este sistema) à empresa detentora do abastecimento de água logo ficará impedida de receber a tal taxa até “acertos de contas” não isentando assim o consumidor ter de pagar o respectivo “encargo”.
Curiosamente a Câmara de Almeirim ao cobrar a cada munícipe a quantia de 80 cêntimos vão conseguir arrecadar em média 300 mil euros anuais que muito ajudará a Protecção Civil, entenda-se: “bombeiros”, que acrescidos aos subsídios que lhes são atribuídos  estes por sua vez passam a ter as suas receitas aumentadas grandemente.
Resta é saber, depois dos bombeiros serem sustentados pelos munícipes ( e sócios da Associação) se estes passam a ter algumas regalias mas o mais provável é terem que pagar os serviços prestados.
É para dizer: se quer bombeiros pague primeiro a taxa


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:58



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Agosto 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D