Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 
O quê? O parque subterrâneo e a praça da mulher nua construídos pelo PCP? Aqui se vê bem como as pessoas estão informadas.


A Praceta José Relvas foi iniciada no tempo dos comunistas com a construção de um 3.º andar em cujo rés-do-chão e cave se instalou a Caixa Geral de Depósitos e o projecto era para fazerem mais dois edifícios iguais que fariam um U e no seu centro seria colocado o monumento a José Relvas que foi colocado PROVISORIAMENTE no Jardim Municipal.

Foi decidido por UNANIMIDADE nas assembleias municipais e de freguesia de então que ao local seria atribuído o nome de Praceta José Relvas e no seu centro se colocaria o referido monumento.

Entretanto uma LUMINÁRIA de Alpiarça, lá porque o sr. José Pinhão tinha arranjado emprego para a mulher na então Instituição José Relvas, resolveu subverter tudo: a praceta José Relvas passou a chamar-se Praça José Pinhão e o monumento ao maior benemérito de Alpiarça (José Relvas) e que provavelmente nunca haverá outro das mesmas dimensões foi substituído por uma Bacante(*) Nua e Bêbada em extâse com um suposto cacho de uvas às costas e uma parras aos pés.
Esta estátua estava encomendada para colocar no exterior da futura brilhante Universidade do Vinho que nunca passaria do papel. Então e que fazer com a bacante nua e orgásmica? Enfia-se no lugar onde deveria estar o monumento a José Relvas.
Lindo! Alpiarça no seu melhor!!!

*Bacante (definição da wikipédia) Na mitologia grega, as Ménades, ou Mênades, (de mainomai, ”enfurecido”), também conhecidas como bacantes, tíades ou bassáridas, eram mulheres seguidoras e adoradoras do culto de Dioniso (ou Baco, na mitologia romana). Eram conhecidas como selvagens e endoidecidas, de quem não se conseguia um raciocínio claro.

Durante o culto, dançavam de uma maneira muito livre e lasciva, em total concordância com as forças mais primitivas da natureza. Os mistérios que envolviam o deus, provocavam nelas um estado de êxtase absoluto, entregando-se a desmedida violência, derramamento de sangue, sexo, embriaguez e autoflagelação.

Normalmente são representadas nuas ou vestidas só com peles de veado, com grinaldas de Hera e empunhando um tirso (bastão envolto em ramos de videira).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:10



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Maio 2012

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D